quinta-feira, 13 de junho de 2024

Notícias

Agricultura promove eventos para discutir ações contra o desperdício de alimentos no Paraná

Tags: alimentação, Dia Mundial da Alimentação, insegurança alimentar, Seab

A Secretaria Estadual da Agricultura e do Abastecimento (Seab), por meio do Departamento de Segurança Alimentar e Nutricional (Desan), apoia iniciativas para marcar o Dia Mundial da Alimentação, celebrado no próximo domingo, dia 16 de outubro. A data foi determinada pela Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO) em 1945 para estimular reflexões sobre o tema. De 12 a 16 de outubro, a Seab participa também das comemorações da Semana Estadual de Conscientização sobre os Desperdícios de Alimentos, criada pela Lei 19.648/2018.

Em 2022, a temática escolhida pela FAO para o Dia Mundial da Alimentação busca a sensibilização para o olhar social, com melhorias nas formas de produção de alimentos, nutrição e no meio ambiente, em prol da qualidade de vida. Além disso, propõe a união de todos com o discurso “Não deixe ninguém para trás”.

Para a chefe do Desan, Márcia Stolarski, a pandemia de coronavírus evidenciou que a reversão das desigualdades exige combate à fome e à crise econômica, buscando atender ao maior número possível de pessoas.

“No Paraná, atuamos nessa frente com programas que, ao mesmo tempo, beneficiam os produtores rurais e a população em situação de vulnerabilidade social, além do apoio a iniciativas de conscientização sobre desperdício de alimentos e educação alimentar, como as que serão desenvolvidas nesta semana”, diz.

Na quinta-feira (13), a Secretaria de Segurança Alimentar e Nutricional de Curitiba promove o “Diálogo sobre os cenários atuais de segurança alimentar: novos desafios da comida de verdade”, no Mercado Municipal, das 9 às 18 horas.

Na sexta-feira (14), acontece o Seminário de Segurança Alimentar e Nutricional nos núcleos regionais da Secretaria da Agricultura e Abastecimento em Apucarana e Toledo. Na próxima semana, o núcleo regional em Dois Vizinhos realizará atividades nas escolas e Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIS) e, em 21 de outubro, promove uma feira da agricultura familiar. No dia 25, o núcleo regional de Guarapuava recebe o Seminário “SISAN e o Direito Humano à Alimentação Adequada”.

CONTEÚDO – A partir da sexta-feira (14), estarão disponíveis no site da Secretaria da Agricultura cartilhas informativas sobre os temas Agricultura Familiar, Segurança dos Alimentos, Comer além de Nutrir, Dieta do Equilíbrio, Pegada do Carbono, Economia Circular, Alimentos da Alegria e Obesidade e Doenças Crônicas não transmissíveis. Conteúdos sobre esses temas também serão publicados nas redes sociais da Secretaria.

CENÁRIO – De acordo com a ONU, quase 3,1 bilhões de pessoas não podiam pagar por uma alimentação saudável em 2020, um aumento de 112 milhões em relação a 2019, efeito dos impactos econômicos da pandemia. Além disso, cerca de 828 milhões de pessoas foram afetadas pela fome em 2021 – 46 milhões a mais do que em 2020.

O 2º Inquérito Nacional sobre Insegurança Alimentar no Contexto da Pandemia da Covid-19 no Brasil (Vigisan) mostrou que 33,1 milhões de brasileiros não têm o que comer, e apenas quatro entre 10 famílias têm acesso pleno a alimentos. Os números absolutos indicam que são 125,2 milhões em insegurança alimentar – leve, moderada ou grave – no Brasil.

Fonte: AEN

Banner Conexão Agro Anúncio 728x90

Compartilhe

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

Podcast

Coluna Podcast

Coluna Conexão Agro Rádio UEL Sucessão Familiar - Conexão Agro
196 - Planejamento sucessório pode evitar disputas por herança
12/06/2024

Planejamento sucessório é estratégia crucial para prevenir disputas relacionadas à herança de propriedades rurais. Confira na Coluna Conexão Agro desta semana

Cotações

Resumo Técnico fornecido por Investing.com Brasil.

News Letter

Calendário

Calendário