quarta-feira, 19 de junho de 2024

Meio Ambiente

AgTech brasileira conquista selo de Empresa B

Tags: agctech, empresa b, gestão abiental, gestão ambiental

 

A ConnectFARM, empresa de tecnologia do agronegócio, foi reconhecida neste mês como Empresa B Certificada. A AgTech é uma das primeiras do ecossistema a conquistar a certificação emitida pelo B Lab, organização internacional sem fins lucrativos que impulsiona negócios que geram impacto positivo. Apenas 280 empresas no Brasil têm o “selo”, entre elas Natura, Reserva e Gerdau Summit — são oito mil atualmente em busca da certificação.

No mundo existem 5,2 mil negócios com a marca B em 80 países — apenas 500 estão na América Latina. Segundo o B Lab, nos últimos meses, mais de 30 mil empresas no planeta iniciaram a tentativa de obtenção do selo. Atualmente são mais de 150 mil em avaliação.

Divulgação ConnectFARM

A empresa trabalha com tecnologia de ponta para maximizar recomendações agronômicas por meio de algoritmo proprietário. Ele promove planejamento de safra mais assertivo, gestão e governança sobre os processos do manejo e tomada de decisão para obter resultados acima dos padrões de produtividade do mercado. Um desses algoritmos é o Índice de Gestão Ambiental (IGA), que faz o cruzamento de informações de atributos do solo, das plantas e do ambiente para estimar o potencial produtivo de cada talhão.

A inovação foi destaque no BIA — sigla em inglês para Análise de Impacto do Negócio — do B Lab, por conciliar produção agrícola com especial atenção às mudanças climáticas. No relatório, a organização valorizou o trabalho de difusão do conhecimento da Connect FARM, por meio do amplo fornecimento de dados para os produtores rurais.

Tempo recorde e impacto em todos os grupos

Propriedade atendida em Boa Vista das Missões (RS) venceu o Desafio Nacional de Máxima Produtividade do Comitê Estratégico Soja Brasil (CESB), na categoria “Irrigado”, em 2020, com produtividade de 111,9 sacas de soja por hectare

Segundo a Abissal Capitalismo Saudável, consultoria que assessorou a empresa no alinhamento aos padrões B, o reconhecimento foi realizado em tempo recorde: 8,5 meses, em um período médio de 7 a 14 meses. Nele, foram medidos os impactos das ações da AgTech em cinco grupos: gente, governança, meio ambiente, comunidade e clientes.

A ConnectFARM atingiu 104,1 pontos na avaliação de Impacto B, em 200 possíveis. A pontuação foi semelhante à de outras empresas brasileiras que já conquistaram a certificação, além de uma das maiores já obtidas por companhias do setor no país.

Agora, o grupo de acionistas e administradores da AgTech prepara o processo de certificação de outra empresa do grupo: a ConnectBIO, uma spin-off da própria ConnectFARM, que trabalha com a produção de insumos biológicos.

A startup realiza uma espécie de “PCR do solo”: a ideia é mapear fungos e bactérias e entender se beneficiam ou prejudicam o campo. A solução elimina a necessidade de uso de químicos. A sinergia entre as empresas vai além: a ConnectBIO tem a ConnectFARM como principal cliente.

Planos de crescimento e expansão global

Atualmente, a AgTech, que tem três anos e meio de atuação, conta com mais de 500 produtores em carteira em nove estados do Brasil: Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Goiás, Distrito Federal, São Paulo e Tocantins. Com investimentos em governança, com a chegada de um executivo que lidera os conselhos de administração e sustentabilidade direto dos Estados Unidos, os planos de crescimento e expansão da empresa global da marca têm foco nos mercados paraguaio e norte-americano.

De acordo com o chairman da ConnectFARM, Guilherme Lobato, que lidera a AgTech de Nova Iorque, o processo de certificação é uma declaração que a empresa está disposta a medir e gerenciar parâmetros de atuação, com atenção para governança ambiental, social e corporativa. “Estamos alinhados com princípios como propósito, responsabilidade e transparência, além dos aspectos financeiros. Isso define a nova economia construída por empresas, líderes e também empreendedores e empresários de menor escala,” disse.

O diretor do Sistema B Internacional, Marcel Fukayama, destacou a relevância de cada vez mais negócios buscarem padrões como aqueles preconizados pelo sistema. “Acreditamos na força do mercado para desenvolver soluções para problemas sociais e ambientais e, com isso, construir uma nova economia que seja mais inclusiva e sustentável. As Empresas B combinam propósito, responsabilidade e transparência rumo a uma nova maneira de fazer negócios e gerar impacto positivo”, comentou o executivo da organização.

Sobre a ConnectFARM

A ConnectFARM é uma empresa de tecnologia de ponta desenvolvida com foco em maximizar as recomendações agronômicas por meio de algoritmo proprietário, que promove planejamento de safra mais assertivo, gestão e governança sobre os processos do manejo e tomada de decisão para obter resultados acima dos padrões de produtividade do mercado.

A AgTech, que tem três anos e meio de atuação, conta com mais de 500 produtores em carteira em nove estados do Brasil: Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Goiás, Distrito Federal, São Paulo e Tocantins. Com investimentos em governança, com a chegada de um executivo que lidera os conselhos de administração e sustentabilidade direto dos Estados Unidos, os planos de crescimento e expansão da empresa global da marca têm foco nos mercados paraguaio e norte-americano.

Sobre as Empresas B®

As Empresas B Certificadas são empresas com fins lucrativos que usam o poder dos negócios para fomentar uma economia mais inclusiva e sustentável. Elas satisfazem os mais altos padrões de desempenho social e ambiental, transparência e responsabilidade empresarial. Atualmente, existem mais de 5,2 mil Empresas B Certificadas em mais de 150 setores e 80 países ao redor do mundo. No Brasil, cerca de 280 empresas possuem a certificação.

Sobre o B Lab®

O B Lab é uma organização sem fins lucrativos que visa impulsionar um movimento global de pessoas que usam o poder dos negócios para gerar um impacto positivo. Suas iniciativas incluem a Certificação de Empresa B, a administração dos programas de Gerenciamento de Impacto B e o apoio a estruturas de governança como a de Sociedades de Benefício e Interesse Coletivo. A visão do B Lab é fomentar uma economia inclusiva e sustentável capaz de gerar prosperidade para todos.

Banner Conexão Agro Anúncio 728x90

Compartilhe

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

Podcast

Coluna Podcast

Coluna 197 - IAT conclui adequações na regulamentação da suinocultura
19/06/2024

Coluna Conexão Agro na UEL FM destaca a proposta de adequações na regulamentação da suinocultura no Paraná preparada pelo IAT e o novo Plano Safra, que será anunciado na próxima semana

Cotações

Resumo Técnico fornecido por Investing.com Brasil.

News Letter

Calendário

Calendário