domingo, 16 de junho de 2024

Agropecuária

Autocontrole agropecuário: classificadores serão úteis no processo de fiscalização da qualidade e segurança de grãos

Tags: defesa agropecuária, fiscalização, lei de autocontrole agropecuário, produtor rural

Produtores de grãos estão sempre atentos à qualidade e segurança de seus produtos, mas com a nova Lei de Autocontrole Agropecuário (14515/22), que modifica o modelo de fiscalização sobre a produção agropecuária, eles deverão seguir as normas de compliance estabelecidas por meio da lei. Ainda dependendo de algumas regulamentações, a legislação prevê  que os controles de produtos animais e vegetais passam a ser divididos entre o governo e produtores rurais. Isto significa que cabe aos produtores rurais desenvolverem programas de autocontrole com o objetivo de garantir a inocuidade, a identidade, a qualidade e a segurança dos produtos.


De acordo com o chefe da divisão do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) em Curitiba, Cezar Augusto Pian, somente após a regulamentação é que o Mapa deverá estabelecer requisitos básicos para o desenvolvimento dos programas. “A lei traz inovações ao sistema de fiscalização e controle agropecuário e tem o objetivo de dar mais responsabilidade e autonomia ao setor privado”, afirma Pian.O projeto do Mapa não estará isento de responsabilidade fiscalizatória, visto que deverá estabelecer requisitos básicos para o desenvolvimento destes programas, bem como editar normas complementares e definir os procedimentos oficiais de verificação do novo modelo de controle.

Os programas de autocontrole deverão conter registros do processo produtivo, desde o recebimento das matérias-primas até o produto final, previsão do recolhimento de lotes, se reconhecidas deficiências ou inadequações aos padrões de qualidade e descrição dos processos de autocorreção.

Tecnologias como os medidores de classificação de grãos homologados pelo Inmetro podem auxiliar no processo de fiscalização da qualidade e segurança de produtos.Atualmente, o  medidor de umidade de grãos da marca Motomco, com aprovação da Portaria Inmetro/Dimel (nº127/10/08/2018),  possui sistema de criptografia digital solicitada pelo Inmetro, que faz a segurança virtual do instrumento, onde é feita a conversão de dados de um formato legível em um formato codificado. Isso impede a adulteração dos resultados da medição de umidade e integridade do software do aparelho, apresentando nesse momento a chave pública (certificado digital) e os valores assinados pelo Inmetro, o que traz muito mais confiabilidade no processo comercial da classificação e consequentemente evitando fraudes.

O certificado digital é usado para o envio das informações que, claro, estão criptografadas, ou seja, os dados estão protegidos e à prova de interceptação, até chegarem ao computador do destinatário. E, quando as informações chegam à máquina destino, é que o usuário que as recebe pode usar a chave privada.

A Loc Solution, empresa paranaense detentora da Motomco que loca e comercializa medidores de umidade de grãos, possui programa exclusivo de validação de resultados que autentica a integridade do aparelho em relação a verificação inicial do Inmetro e seus dados de software e firmware.

Para o engenheiro da Loc Solution, Roney Smolareck, os produtores de grãos terão que se adequar à legislação e lançar mão de tecnologias disponíveis no mercado para garantir melhor qualidade dos grãos. “Essas tecnologias vão provocar mudanças facilitando a vida do produtor que agora passa a ser parte deste processo, além de que é  uma ferramenta fundamental para garantir a qualidade e segurança dos produtos agrícolas e pecuários.

Ao adotar medidas de controle e monitoramento em todas as etapas do processo produtivo, o engenheiro diz que é possível minimizar os riscos e perigos que podem comprometer a qualidade e segurança dos produtos. “Os produtores que já trabalham com nossos equipamentos sabem da importância que é monitorar os grãos durante a safra, desde a colheita até a entrega do produto na cooperativa”, diz Smolareck,  acrescentando que o medidor de umidade permite ao segmento agrícola avaliar comercialmente grãos, como soja, feijão, arroz, café, milho.

“Conhecer o teor de umidade do grão é uma importante garantia de qualidade do produto, até porque a quantidade de umidade presente no grão pode afetar seu peso e, consequentemente, o seu valor comercial”, complementa.

Informações sobre a Lei
Pela lei, ficam criados o Programa de Incentivo à Conformidade em Defesa Agropecuária, a Comissão Especial de Recursos de Defesa Agropecuária e o Programa de Vigilância em Defesa Agropecuária para Fronteiras Internacionais (Vigifronteiras). O cumprimento desses programas será prerrogativa do Estado. • Ainda conforme a lei a implementação dos programas de autocontrole poderá ser realizada por entidade terceira, a critério do produtor/fabricante;

 • É facultativa e não compulsória a adesão ao novo sistema de autocontrole por agentes da produção primária agropecuária e da agricultura familiar;

 • O Programa de Incentivo à Conformidade em Defesa Agropecuária, tem como objetivo aperfeiçoar os sistemas de garantia de qualidade, construindo-se um modelo eficiente e auditável.

 Loc Solution: A Loc Solution é uma empresa com sede em Curitiba, detentora da marca Motomco de medidores de umidade dos grãos. A empresa fabrica, comercializa e aluga os equipamentos, sendo referência em várias regiões agrícolas do País. De origem canadense, a marca Motomco é líder nacional no segmento de medidores de umidade de grãos. Mais informações motomco.com.br 

Banner Conexão Agro Anúncio 728x90

Compartilhe

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

Podcast

Coluna Podcast

Coluna Conexão Agro Rádio UEL Sucessão Familiar - Conexão Agro
196 - Planejamento sucessório pode evitar disputas por herança
12/06/2024

Planejamento sucessório é estratégia crucial para prevenir disputas relacionadas à herança de propriedades rurais. Confira na Coluna Conexão Agro desta semana

Cotações

Resumo Técnico fornecido por Investing.com Brasil.

News Letter

Calendário

Calendário