quinta-feira, 13 de junho de 2024

Artigos

Benefícios da irrigação localizada frente aos efeitos do El Niño na agricultura

Tags: crédito, tecnologia

O agricultor sempre esteve atento aos fenômenos climáticos objetivando o planejamento de sua safra. Neste ano de 2023, um fenômeno chamado “El Niño” está assumindo a influência climática global.

Os fenômenos atmosféricos “La Niña” e “El Niño” fazem parte de um sistema que influencia em alterações na temperatura do oceano e nas condições climáticas da atmosfera. Esse fenômeno apresenta oscilações naturais de 2 a 7 anos. Em 2023, após três anos com característica de “La Niña”, o efeito do “El Niño” está ganhando força.

Este fenômeno se caracteriza pelo aquecimento, fora do comum, da temperatura das águas do Pacífico. Em termos práticos, espera-se um aumento das temperaturas em todo o país. Quanto à pluviosidade, a influência desse fenômeno é diferente nas regiões Norte e Sul do país. Devido à formação de uma zona de bloqueio na região central do Brasil, que impede que as frentes frias avancem para o Norte, é esperada uma intensificação das chuvas na região Sul e em parte das regiões Sudeste e Centro-Oeste, em contrapartida, espera-se uma redução das chuvas nas regiões Norte e Nordeste do Brasil.

Observou-se que nos últimos anos, centenas de cidades no Rio Grande do Sul foram afetadas pela seca, como a cidade de Tupanciretã que possui uma média de chuvas em agosto de 2022 de 172 milímetros, mas só choveu 55 milímetros, afetando não só a agricultura e pecuária, mas o consumo humano também.

Diante deste cenário climático, o produtor necessita de ferramentas que o auxiliem a diminuir ao máximo a sua dependência do clima pois, mesmo em períodos chuvosos, tem os chamados veranicos, que são dias sem chuva e com baixa umidade relativa do ar que afeta diretamente na produtividade do cultivo.

A irrigação localizada é um método que permite ao produtor fornecer água e fertilizantes na medida e momento certo, com eficiência de aplicação superior a 90%. É uma ótima ferramenta para o produtor ficar preparado para os fenômenos climáticos que são cíclicos.

Através desse sistema de irrigação, o produtor consegue ter diversas informações quanto ao seu manejo de irrigação e de fertirrigação, através de tensiômetros, extratores de solução do solo, pHmetro e condutivímetros. A primeira ferramenta é utilizada para verificar a tensão do solo, ou seja, o nível de água que este solo apresenta, demonstrando quando irrigar ou não, a depender da fase de desenvolvimento do cultivo. Os extratores de solução do solo, são ferramentas que auxiliam os agricultores a conhecer os níveis nutricionais, de sais (através do condutivímetro) e o pH (através do pHmetro) da solução que está disponível no solo para a planta absorver.

Artigo:  Maxwell Soares da Silva, Especialista Agronômico da Netafim

Banner Conexão Agro Anúncio 728x90

Compartilhe

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

Podcast

Coluna Podcast

Coluna Conexão Agro Rádio UEL Sucessão Familiar - Conexão Agro
196 - Planejamento sucessório pode evitar disputas por herança
12/06/2024

Planejamento sucessório é estratégia crucial para prevenir disputas relacionadas à herança de propriedades rurais. Confira na Coluna Conexão Agro desta semana

Cotações

Resumo Técnico fornecido por Investing.com Brasil.

News Letter

Calendário

Calendário