segunda-feira, 24 de junho de 2024

Mulheres

Expoingá debate ações para fortalecimento das mulheres do campo

Tags: expoingá, fortalecimento, mulheres, programas

 

O Governo do Paraná, por meio do Sistema Estadual de Agricultura (Seagri), Fomento Paraná e outras entidades parceiras, trabalha para fortalecer políticas públicas para as mulheres que atuam na agricultura familiar.

O assunto foi discutido nesta quinta-feira (11), na Expoingá, em reunião com a primeira-dama e presidente do Conselho de Ação Solidária, Luciana Saito Massa, o secretário estadual da Agricultura e do Abastecimento, Norberto Ortigara, equipes do Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná Iapar-Emater (IDR-Paraná) e da Fomento Paraná.

Uma das ações que será debatida no governo é a criação de uma linha específica para mulheres do campo dentro do programa Banco do Agricultor Paranaense, além de benefícios no programa Coopera Paraná, que é voltado para pequenas agroindústrias e cooperativas familiares.

“A participação das mulheres na gestão das propriedades rurais aumentou. As agroindústrias têm ótimos exemplos. Estamos dando força na cooperação, no associativismo, e intensificando nossas ações”, disse Ortigara.

De acordo com o presidente do IDR-Paraná, Natalino Avance de Souza, o acompanhamento que a entidade faz a agricultores familiares mostra que projetos com participação de mulheres têm grandes resultados. “Quando esses projetos se fazem em grupos, a exemplo das Mulheres do Café e também da Uva, avançamos mais rápido”, afirmou.

A primeira-dama defendeu maior presença de mulheres nas decisões dentro das propriedades rurais. “É preciso ouvir as mulheres e dar a elas o poder de transformar a realidade em várias áreas”, disse Luciana. Ela reforçou que é um compromisso do Estado atender a agricultura familiar.

APOIO – Técnicos do IDR-Paraná apresentaram iniciativas bem sucedidas com mulheres em pequenas propriedades, que têm gerado renda e apresentado novas possibilidades de desenvolvimento ao aliar diferentes atividades, como no turismo rural.

Programas de governo como o Renda Agricultor Familiar, por exemplo, têm garantido melhorias em propriedades de famílias em situação de vulnerabilidade econômica e social. Ele ajuda famílias em condição de vulnerabilidade a melhorarem as propriedades. “Estamos atendendo mulheres não só na agricultura, mas na questão da saúde e na parte social”, explicou a extensionista do IDR-Paraná Carolina Moreira.

FOMENTO – O diretor-presidente da Fomento Paraná, Heraldo Neves, e o diretor de Mercado, Vinícius Rocha, também participaram da reunião. A Fomento Paraná mantém o programa Banco da Mulher Paranaense, que oferece condições diferenciadas de taxas de juros reduzidas para apoiar empreendimentos que pertencem a mulheres ou nos quais há pelo menos uma sócia mulher.

Outras iniciativas estão em estudo e a intenção é levar também às mulheres do campo essa alternativa de crédito em condições adequadas, que pode contribuir significativamente com o desenvolvimento e a melhoria da renda e da qualidade de vida das famílias.

Banner Conexão Agro Anúncio 728x90

Compartilhe

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

Podcast

Coluna Podcast

Coluna 197 - IAT conclui adequações na regulamentação da suinocultura
19/06/2024

Coluna Conexão Agro na UEL FM destaca a proposta de adequações na regulamentação da suinocultura no Paraná preparada pelo IAT e o novo Plano Safra, que será anunciado na próxima semana

Cotações

Resumo Técnico fornecido por Investing.com Brasil.

News Letter

Calendário

Calendário