quinta-feira, 20 de junho de 2024

Feijão

IDR-Paraná apresenta novas cultivares de feijão no Show Rural

Tags: carioca, feijão, IDR-Paraná, Show rural
As cultivares de feijão IPR Águia e IPR Cardeal serão lançadas oficialmente no decorrer de 2023, mas quem for ao Show Rural vai conhecer em primeira mão os atributos das novas opções que o IDR-Paraná (Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná – Iapar-Emater) oferece ao mercado.

“São cultivares que atendem tanto as exigências do produtor, da cadeia de processamento e do consumidor, com grãos de bom aspecto comercial, cozimento rápido, caldo consistente e alto teor nutritivo”, explica a diretora de Pesquisa e Inovação da instituição, Vania Moda Cirino.

Em condições adequadas de armazenamento, os grãos de IPR Águia, feijão do grupo comercial carioca, levam cerca de nove meses para escurecer, uma característica bastante desejada por toda a cadeia produtiva, mas especialmente importante para os agricultores. “É um atributo que permite aos produtores estocar a produção e, dessa forma, ganhar mais autonomia para decidir sobre a venda”, explica a diretora, que também é pesquisadora na área de melhoramento vegetal.

No campo, IPR Águia tem ciclo de 88 dias e potencial produtivo em torno de 3,3 toneladas por hectare. É resistente à ferrugem, oídio e mosaico comum; moderadamente resistente à antracnose, crestamento bacteriano comum, murcha de curtobacterium e mancha angular; e suscetível a mosaico dourado.

O IDR-Paraná também apresenta no Show Rural sua nova cultivar do grupo comercial especial, IPR Cardeal, de grãos vermelhos (tipo Dark Red Kidney), desenvolvida para o segmento de exportação, particularmente a indústria de enlatados e conservas.

Com ciclo de 78 dias, IPR Cardeal pode alcançar produtividade de 3 toneladas por hectare. É resistente à ferrugem e ao mosaico comum; moderadamente resistente à antracnose, mancha angular e murcha de curtobacterium; e suscetível a mosaico dourado, crestamento bacteriano comum e oídio.

As duas cultivares, IPR Águia e IPR Cardeal, são adaptadas aos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo e Mato Grosso do Sul.

Soja e alimentação humana – É o outro destaque do IDR-Paraná no Show Rural, com as cultivares IPR Basalto, IPR Petrovita e IPR Pé-Vermelho, obtidas em parceria com a UEL (Universidade Estadual de Londrina) e UFV (Universidade Federal de Viçosa).

Desenvolvidas para o consumo humano direto e sem o uso da transgenia, as cultivares produzem grãos de sabor delicado, pois foram retiradas as enzimas que geram o gosto desagradável característico da soja.

As três cultivares têm produtividade potencial que supera 5 toneladas por hectare e apresentam bom desempenho agronômico. O ciclo é precoce, chegam à colheita entre 115 e 125 dias.

No Show Rural, será possível conferir o desempenho dessas cultivares em duas épocas de plantio.

Milho – O diferencial do milho variedade IPR 216 é a dupla aptidão, pode ser cultivado tanto para obtenção de grãos como para silagem.

É uma variedade de porte médio, boa tolerância ao acamamento e quebramento, ciclo precoce, espigas bem empalhadas e bom comportamento em relação às principais doenças da cultura. Se o objetivo é produzir grãos, sua produtividade pode chegar a 80% de um híbrido de alto rendimento; cultivada para silagem, o rendimento pode alcançar 55 toneladas por hectare.

IPR 216 foi lançada como opção para produtores que adotam a estratégia de aplicar tecnologias de baixo custo ou que buscam minimizar perdas em plantios de risco.

Também uma variedade, IPR 164 é outra opção de milho que o IDR-Paraná leva ao Show Rural. A cultivar tem boas características agronômicas e flexibilidade de semeadura para ser adotada tanto na primeira como na segunda safra. É moderadamente resistente às principais doenças da cultura, tem boa tolerância ao acamamento e ao quebramento e produz espigas com excelente empalhamento. O baixo custo de sementes é uma vantagem adicional.

O chamado “milho variedade”, obtido a partir de seleção de plantas em uma única população, é mais rústico e, por isso, tolerante a condições desfavoráveis de solo e clima. Já o híbrido resulta de cruzamento entre linhagens diferentes e, em geral, demanda ótimas condições de fertilidade e de umidade do solo.

Para os agricultores que se dedicam à produção de milho branco, o IDR-Paraná mostra a cultivar IPR 127, um híbrido simples, desenvolvido para produtores interessados no mercado de canjica, fubá, amido e farinha.

Indicada para cultivo em nas duas safras, a cultivar tem ciclo precoce e boa tolerância ao acamamento e ao quebramento. Os grãos são do tipo duro, preferidos no segmento, e muito valorizados pelo alto rendimento no processamento industrial.

Mandioca – Apropriada para a obtenção de farinha e de fécula, IPR Paraguainha é mais produtiva que as opções atualmente disponíveis no mercado e apresenta alto rendimento de amido no processamento industrial.

Indicada para plantio direto ou convencional, pode ser cultivada tanto em solos argilosos e também em terrenos com maior teor de areia. Possui resistência moderada às principais doenças, plantas de porte médio que facilitam os tratos culturais na lavoura e altura de inserção das ramificações que beneficiam o cultivo mecanizado.

Já a cultivar IPR Upira, para o consumo de mesa, destaca-se pelo alto valor nutritivo e a cor alaranjada das raízes, decorrente do alto teor de carotenoides, substância precursora da vitamina A. Outro ponto positivo é o cozimento rápido, em cerca de 20 minutos.

Show Rural – Realizado pela Coopavel (Cooperativa Agroindustrial de Cascavel), o Show Rural é um dos mais importantes eventos do país dedicados à disseminação de tecnologias para agricultura e pecuária. A edição deste ano começa segunda-feira (6) e prossegue até 10 de fevereiro, em Cascavel (Oeste do Estado).

Serviço
Cultivares IPR no Show Rural
Data: 6 a 10 de fevereiro
Horário: 8h às 17h
Local: Espaço do IDR-Paraná no evento — BR 277, km 577, em Cascavel – PR

Fonte: IDR-Paraná

Banner Conexão Agro Anúncio 728x90

Compartilhe

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

Podcast

Coluna Podcast

Coluna 197 - IAT conclui adequações na regulamentação da suinocultura
19/06/2024

Coluna Conexão Agro na UEL FM destaca a proposta de adequações na regulamentação da suinocultura no Paraná preparada pelo IAT e o novo Plano Safra, que será anunciado na próxima semana

Cotações

Resumo Técnico fornecido por Investing.com Brasil.

News Letter

Calendário

Calendário