quinta-feira, 13 de junho de 2024

Agronegócio

Integrada avança no tratamento de sementes com novo equipamento instalado na UBS de Londrina

Tags: Cooperativa Integrada, qualidade da semente, semente, tecnologia

Como parte dos investimentos estabelecidos no planejamento estratégico até 2025, a Integrada anuncia mais um avanço no atendimento aos cooperados. Foi inaugurado, na Unidade Básica de Sementes, localizada no Complexo Londrina, mais um centro de tratamento de sementes industrial, ampliando a capacidade de oferta de insumos de alta qualidade.
Em parceria com a Syngenta Seedcare, a nova máquina da Momesso tem capacidade de processar 20 toneladas por hora, com uma operação totalmente automatizada para dosagem de sementes e produtos. O equipamento permite a aplicação de fungicidas, herbicidas, enraizadores e produtos biológicos, potencializando os atributos de qualidade da semente.
O lançamento teve a presença do diretor-presidente da Integrada, Jorge Hashimoto, que falou sobre os 15 anos da parceria, relembrando a instalação do primeiro Centro de Tratamento de Semente Industrial da Integrada, em 2007, na UBS de Santa Cecília do Pavão. “A produção de semente de alta qualidade é prioridade da Integrada. Nossos 12 mil cooperados precisam ter acesso ao insumo pronto para colocar na terra e colher uma boa safra, todos os anos. E a parceria com a Syngenta só reforça nosso caminho em busca da excelência. Parabéns a todos por mais esta conquista”, finalizou Hashimoto.
O gerente sul da Seedcare Syngenta, Felipe Fett, reforçou a importância de estar ao lado da Integrada para oferta de sementes certificadas. “Nossa satisfação é saber que o cooperado tem a segurança de adquirir uma semente de alta qualidade e que a nossa parceria se fortalece com os resultados no campo”, comemorou Fett.
Maior capacidade de tratamento de semente
O Centro de Tratamento de Sementes da UBS Londrina é o terceiro instalado nas unidades da Integrada, por meio da parceria com a Seedcare Syngenta. A primeira máquina, também com capacidade de processar 20 ton./hora, foi instalada em 2007, na UBS de Santa Cecília do Pavão, que faz parte da Regional Assaí.
Em 2014, foi instalado o CTS na unidade de Mauá da Serra, que processa 10 ton./hora de sementes de soja e trigo.
Ainda este ano, a Regional Mauá da Serra vai inaugurar o segundo equipamento da unidade, fruto de outra importante parceria, com capacidade para tratar de 30 toneladas de grãos por hora, aumentando a velocidade de beneficiamento da regional em três vezes. As operações devem começar nos próximos meses, com o tratamento de sementes de trigo para a safra de inverno de 2023.
Com essas ampliações, a Integrada vai elevar a sua capacidade total nas três UBS’s para 100 toneladas/hora, podendo assim, atender com mais rapidez a demanda dos cooperados.
“Nossos cooperados têm buscado cada vez mais sementes de alta produtividade produzidas pela Integrada. E este investimento em estrutura de tratamento industrial é fundamental, tanto para garantir a demanda quanto para dar agilidade aos processos do campo”, explica Romildo Birelo, gerente de insumos da Integrada.
O novo CTS do Complexo de Londrina recebeu da Seedcare Syngenta o Selo de Certificação de Qualidade, que comprova a excelência no tratamento de sementes. “Nossa certificação proporciona aos produtores maior confiança. Eles sabem que estão adquirindo os melhores produtos do mercado para alavancar a produtividade das lavouras”, comentou o coordenador comercial da Seedcare Syngenta, Humberto Rosada.
Entre os critérios analisados para a Certificação Seedcare estão a avaliação da dosagem de produtos, que precisa estar dentro da faixa correta; a manutenção da alta germinação da semente; manutenção e regulagem do equipamento de forma adequada; a qualificação dos colaboradores e cuidados com a segurança – utilização de EPI para as operações; proteção ao meio ambiente e conformidade com a legislação, tendo os alvarás, licenças e normas atualizados.
Safra Super
Durante a inauguração, foi feita uma homenagem ao coordenador de Insumos da Integrada, Marcio Zanatta, como reconhecimento pelo trabalho inovador desenvolvido no tratamento de sementes.
Zanatta liderou uma pesquisa, durante três anos, em busca de uma padronização visual da semente Safra Super, insumo especial e exclusivo da Integrada, com alto índice de germinação e vigor, e desenvolvimento superior com alto teor de nutrientes. A semente recebeu uma coloração dourada.
Foram testados polímeros para cobertura das sementes na dose correta para fixação do pó e que não retirasse a fluidez, não interferisse na germinação e no vigor e que evitasse o desprendimento de poeira.
“Como temos cores diferentes para cada produto aplicado durante o tratamento da semente, optamos por colocar o polímero preto, neutralizando o colorido, e por fim aplicar a cor dourada, um diferencial do mercado.”, explica Zanatta.
A homenagem destacou os atributos preservados da Safra Super e a contribuição do profissional na inovação visual da semente. “O trabalho desenvolvido pelo Marcio Zanatta é de grande importância para a padronização e garantia da qualidade da semente no mercado. E a Seedcare reconhece os esforços das pesquisas e apoia o resultado de excelência”, destacou Humberto Rosada.
Para a safra de verão de 2023 já estão disponibilizadas aos cooperados 100 mil sacas da semente de soja especial Safra Super, o tesouro dourado da Integrada.

Banner Conexão Agro Anúncio 728x90

Compartilhe

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

Podcast

Coluna Podcast

Coluna Conexão Agro Rádio UEL Sucessão Familiar - Conexão Agro
196 - Planejamento sucessório pode evitar disputas por herança
12/06/2024

Planejamento sucessório é estratégia crucial para prevenir disputas relacionadas à herança de propriedades rurais. Confira na Coluna Conexão Agro desta semana

Cotações

Resumo Técnico fornecido por Investing.com Brasil.

News Letter

Calendário

Calendário