terça-feira, 27 de fevereiro de 2024

Safra
Chuva e umidade elevada impedem avanço da semeadura do milho 23/24 no norte gaúcho
13/10/2023
Clima extremo
Por: Redação
clima mudanças climáticas chuvas - conexão agro
Milho apresenta um crescimento irregular em áreas com drenagem deficiente
Arquivo
Tags: Safra 2023/2024

A semeadura do milho safra 23/24 atinge 65% da estimativa de cultivo planejada em todo o Rio Grande do Sul. A chuva frequente e a umidade elevada, principalmente, na metade Norte do Estado, têm impedido um avanço mais significativo. As lavouras atualmente se encontram na fase de desenvolvimento vegetativo partindo para a fase da floração.

A cultura apresenta um crescimento irregular em áreas com drenagem deficiente, segundo levantamento da Emater/Ascar-RS. É fundamental que ocorra um período de maior incidência de radiação solar para promover o crescimento e o desenvolvimento mais vigorosos e robustos das lavouras. Houve a ocorrência de granizo no Noroeste e Norte do Estado, causando danos localizados, principalmente em lavouras de menor porte, onde será avaliada a necessidade de replantio. Em termos fitossanitários, há baixa incidência de pragas.

Na região de Bagé, Campanha, os produtores iniciaram o preparo do solo para a implantação das lavouras que devem se estabelecer nessas áreas entre novembro e dezembro.

Em Manoel Viana, as lavouras demonstram recuperação depois da aplicação de nitrogênio e potássio em cobertura. Porém, algumas lavouras sofreram danos pontuais pelos fortes ventos, ocorridos em 03/10. Em São Gabriel, o levantamento nas lavouras semeadas em setembro indica que será necessário efetuar o replantio em parte delas em razão do longo período de encharcamento do solo.

Em Caxias do Sul, a frequência de dias chuvosos e o alto volume de precipitação proporcionaram poucos períodos para a semeadura, resultando em implantação abaixo do esperado para esta época. Muitas áreas semeadas mais cedo estão mostrando falhas na germinação, especialmente em terrenos de baixada e mal drenados.

Em Passo Fundo, cerca de 75% das lavouras foram semeadas. Em Erechim, 95% da área de cultivo encontram-se plantada com desenvolvimento satisfatório e as plantas precisam de horas de radiação solar para o desenvolvimento adequado.

Em Aratiba, Barra do Rio Azul, São Valentim, Três Arroios e Barão de Cotegipe, as lavouras foram prejudicadas pelo granizo. Ainda não é possível determinar se será necessário proceder o replantio.

Em Santa Rosa, as perdas causadas por granizo são pontuais, variando de intensidade, mas podem aumentar devido ao desenvolvimento inadequado das lavouras.

O plantio do milho safra 23/24 na região está estabilizado em 81% da área prevista. Vale lembrar que 19% serão semeados na safrinha, em janeiro de 2024. A população de cigarrinha continua controlada na região, e não foram relatadas infestações desde as últimas chuvas torrenciais.

Em Ijuí, devido ao solo excessivamente úmido, não foi possível realizar a semeadura no período, permanecendo 90% do cultivo implantado. O desenvolvimento vegetativo continua adequado, porém, em função do maior número de dias nublados, as plantas têm mantido uma coloração mais pálida, colmos mais finos e folhas mais estreitas, mas que não comprometem a produtividade, segundo a Emater/Ascar-RS.

Soja no lugar do milho

Em Pelotas, o início do plantio ocorreu apenas em Santana da Boa Vista, Herval e São Lourenço do Sul. Nas demais áreas, o plantio será iniciado assim que as condições de umidade estejam ideais para o plantio e o tráfego de máquinas e implementos. A maioria dos produtores planeja priorizar o plantio de soja em detrimento da semeadura de milho.

Em Santa Maria, 40% da área já foram plantadas. As lavouras que foram semeadas mais cedo estão recebendo adubação nitrogenada em cobertura. Estão em fase de germinação ou desenvolvimento vegetativo 99% das lavouras, restando apenas 1% em início da floração.

Tendência do Clima

Nas próximas 48 horas, a chuva dá uma trégua no Sul, mas outras áreas de instabilidades vão se formar sobre a Região. Veja a previsão abaixo:

Nesta sexta-feira (13/10), o ar frio se espalha sobre o Rio Grande do Sul e há previsão de geada na região de Bagé. Há condições para garoa na serra. Mas, de forma geral, o tempo fica firme em todo o estado.

No sábado (14/10), não há mudanças no tempo. O dia segue com tempo firme. O sol aparece mas o frio continua sobre o estado.

No domingo (15/10), nuvens carregadas se formam em boa parte do Rio Grande do Sul e volta a chover em forma de pancadas acompanhadas de raios e trovoadas, exceto na região da Campanha e sul gaúcho, onde o tempo fica firme.

Na segunda-feira (16/10), as instabilidades ganham força em todo o Sul do Brasil e a previsão é de temporais no oeste e noroeste gaúcho, oeste catarinense e sul paranaense. Nas demais áreas da região, as pancadas ocorrem com forte intensidade e os acumulados previstos são elevados, alertam os meteorologistas da Climatempo.

Fonte: Climatempo

Compartilhe

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

Podcast

Coluna Podcast

belagrícola tecnologias solo - Conexão Agro
Coluna 182 - Dia Mundial do Solo
29/11/2023

Solo: recurso fundamental para o futuro do planeta. Na coluna “Conexão Agro”, ouça reportagem completa sobre a integração de conhecimentos e a regionalização da pesquisa do solo no Paraná

Botão Player

Cotações

Resumo Técnico fornecido por Investing.com Brasil.

News Letter

Calendário

Calendário